Sign in to follow this  
axisbold

Tarja Turunen

20 posts in this topic

Tarja Soile Susanna Turunen Cabuli (Kitee, 17 de agosto de 1977) é uma cantora lírico-dramática (soprano), compositora e pianista finlandesa que ficou mundialmente conhecida como vocalista da banda de metal sinfônico Nightwish, entre 1996 e 2005. Atualmente ela segue em carreira solo. Tópico para discussões sobre a cantora!

Discografia:

  • Henkäys Ikuisuudesta (2006)
  • My Winter Storm (2007)
  • What Lies Beneath (2010)
  • Colours in the Dark (2013)

Com o Nightwish:

  • Angels Fall First (1997)
  • Oceanborn (1998)
  • Wishmaster (2000)
  • Century Child (2002)
  • Once (2004)

Website oficial: http://www.tarjaturunen.com/en/

Share this post


Link to post
Share on other sites

Melhor cantora na minha opinião! Acompanho a carreira solo dela e da Myla desde sempre!

Palhaço!

 

Use a tecla "Caps Lock" apenas quando for necessário. - GhostHell

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tato, podemos continuar a avaliar a carreira solo da Tarja por aqui, o que acha? Eu defendo sim que ela ainda precisa de uma produção mais massiva e dedicada, mas sou contra medi-la com a mesma régua com a qual medimos bandas de symphonic metal.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bruno você não acha que isso é um pouco culpa da gravadora? (A falta de produção um tanto quanto mais massiva). Pra ser sincero nem conhecia a Earmusic antes da Tarja ir pra lá. Embora seja apaixonado pelo trabalho solo dela, as vezes tenho impressão que quem está tomando as rédeas não é ela (nenhuma novidade aqui).

 

Em contrapartida acho ela muito esforçada, ano passado por exemplo lançou-se dois materiais (Left in the Dark e o Beauty and the Beat) fora a turnê massiva (incluindo a de Natal). Esse ano tem o The Voice (que se não me engano foi gravado ano passado), retomada da turnê com o Mike (Beauty and the Beat), mais alguns shows da turnê solo, gravação do novo álbum, talvez a revelação de outro projeto, enfim ela não deixa os fãs "órfãos".

Share this post


Link to post
Share on other sites

Honestamente não sei até que ponto a culpa é dela ou não. Ela defende tão bem essas influências que acredito que seja mais por parte dela. Ela chegou a declarar que sugeriu a gravação de Still of the Night ainda no Nightwish, e que finalmente pôde fazer sua versão mais moderna e pesada em sua carreira solo. Teve também a participação com Scorpions em The Good Die Young. Percebe como ela tem se cercado de influências que fogem das influências comuns do symphonic metal? Creio que essa alteração de sonoridade seja algo que a agrade e que ela esteja de fato buscando.

Share this post


Link to post
Share on other sites

É isso é nítido pelos covers que ela optou fazer... Still of the night como vc mencionou, Poison e Darkness, bem observado, todos bem diferentes do estilo symphonic metal.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não coloco a culpa na gravadora até pq ela mesma que desembolsa grana para o CD dela então a gravação cabe a ela investir mais. O empresário dela é o marido, não é possível que ele não veja isso, o Colours in the Dark poderia ser muito melhor, meu favorito é o What Lies Beneath onde ali eu vi um passo maior em termos de produção comparado com o MWS, gosto dos três mas acho que ela pode uma coisa por e se dedicar mais investindo em produção. O Left in The Dark saiu tão simples que eu mesmo só comprei por ser fã e colecionar pois é um EP fraco, no sentido não é digno de lançamento, mas vamos torcer pois é o que nos resta!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não coloco a culpa na gravadora até pq ela mesma que desembolsa grana para o CD dela então a gravação cabe a ela investir mais. O empresário dela é o marido, não é possível que ele não veja isso, o Colours in the Dark poderia ser muito melhor, meu favorito é o What Lies Beneath onde ali eu vi um passo maior em termos de produção comparado com o MWS, gosto dos três mas acho que ela pode uma coisa por e se dedicar mais investindo em produção. O Left in The Dark saiu tão simples que eu mesmo só comprei por ser fã e colecionar pois é um EP fraco, no sentido não é digno de lançamento, mas vamos torcer pois é o que nos resta!

Concordo em gênero, número e grau. Peguemos outro exemplo: WLB Dreamers Box Set. Esse lançamento foi vendido por uma verdadeira fortuna e o que tinha de realmente novo nele? O instrumental de Naiad, porque o resto basicamente se eram versões solo dos duetos do WLB. Lembro de ter lido uma crítica de uma revista na época do WLB que falava que o álbum tinha menos orquestras e que as músicas eram trabalhadas para evidenciar a voz da Tarja, mas que ela não precisava disso. Eu eu fico pensando: quantas músicas dela têm uma intro, uma estrofe, um refrão, uma estrofe, outro refrão e finalizam com solo de vocalizes (aqueles OoOoOoOoOo que ela adora fazer não sendo necessariamente no fim da música)? A estrutura melódica das músicas é muito comum. No entanto, o WLB é de longe um álbum mais eficiente que o Colours in the Dark.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Que o próximo álbum seja bombástico, pois vamos pensar, o TQE saiu e novo do Nightwish (sairá) após o Colours então não creio que ela vai ficar sem investir mais pois querendo ou não rola competitividade sim.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Entrevista para a Iltalehti: http://www.iltalehti.fi/viihde/2014122818955912_vi.shtml

Encontrei esta entrevista recente da Tarja no fórum em inglês e tomei a liberdade pra traduzir. Sintam-se livres para me corrigir caso encontrem algum erro hehe.

"Compartilhar uma vida simples é uma benção"

Para a cantora e famosa técnica do The Voice da Finlândia Tarja Turunen a simbiose entre turnê e família tem sido uma bênção.

A turnê Colours on the Road terminou no final do ano e a cantora Tarja Turunen chegou na Finlândia para as filmagens do programa The Voice da Finlândia, direto da cidade de Tallinn. Pouco tempo para o sono na noite anterior, no entanto, a cantora de 37 anos não parece cansada.
A cantora está cheia de entusiasmo, pois naquele dia, ela conheceu os cantores dos quais será técnica pela primeira vez, pessoalmente.

- Foi um dia muito excitante! Logo o trabalho de verdade começa, mal posso esperar para começar! Eu gosto muito deste novo desafio! - A nova técnica do programa diz animada.
Turunen não escolheu apenas cantores de rock ou música clássica para seu grupo. Logicamente estes estão inclusos, mas no grupo também há cantores influenciados por Soul e R&B.
- Não assisti as temporadas anteriores, porque não queria criar nenhuma pré-concepção. Eu apenas ouvi um minuto e meio de cada cantor, mas fiquei surpresa com a nível alto de qualidade .Eu tenho ótimos cantores individuais em meu grupo.
A química entre os outros famosos técnincos Olli Lindholm, Redrama e Michael Monroe, já familiarizados com o programa, funciona também.
- Nós temos uma ótima energia juntos e nos divertimos juntos também.Tenho uma grande admiração pelos outros técnicos, são todos "fortes" em seus ramos. Há também momentos sensíveis, chorei bastante!

Contato com a Finlândia

Graças as filmagens do programa, Turunen irá passar mais tempo na Finlândia durante a primavera, com seu marido Marcelo Cabuli e filha Naomi.

- É importante que minha filha tenha mais contato com a Finlândia. Ela fala finlandês como seu primeiro idioma, mas agora ela irá ouvir outros falando finlandês também além da mãe e Moomis (*). Eu quero que ela aprenda a entender o jeito de viver finlandês.
A família vive na Argentina há anos, porém tiveram uma casa na Kouvola's Kuunsankoski por um bom tempo. Os laços com a Finlândia nunca foram cortados.
 - Para nós, a Finlândia sempre foi um lugar de paz. É bom estar na Finlândia porque é muito pacífico. Nessa vida caótica a mente conseguiu descansar quando voltei para Finlândia. No momento, temos uma bela casa em Buenos Aires, mas é um tipo de vida da cidade, urbano.

Criança Número Um

Turunen começou sua carreira como cantora há quase 20 anos atrás. Depois do Nightwish ela lançou cinco álbuns desde 2005 como artista solo e realizou turnês pelo mundo.
Depois de filmar o The Voice of Finland (as filmagens acabam no final da primavera), Turunen tem a turnê do projeto Beauty and the Beat. Ela vai aproveitar o verão para lançar um novo álbum de rock. No outono, a turnê para este álbum se inicia.
- Sinto que hoje, estou no melhor momento de minha vida. Musicalmente me sinto mais forte do que nunca, porque a experiência e os momentos difíceis te fazem mais forte e te ensinam coisas. É ótimo perceber que as coisas melhoraram.
No entanto, ela começou a dar atenção à sua saúde.
- Eu tenho dores terríveis no pescoço! Nosso ritmo não mudou, mesmo tendo uma criança agora. Na verdade, bem pelo contrário, estamos ainda mais ocupados, porém eu e o Marcelo entendemos que temos que ter tempo para nós mesmos.
Entre turnês Turunen se concentra em manter-se em forma. Estar em casa significa cuidar de si mesma: ela tem tempo de ir ao dentista, o massagista e o ao médico para exames de sangue e mamografia. Por viajar constantemente pelo mundo com seu trabalho, ela quer ter certeza que tudo está bem com seu corpo.
- Eu também gosto de ficar em casa com a criança. É maravilhoso! Ela vem primeiro, todos os dias e em todos os momentos.
A filha Naomi segue seus pais também em turnês. Sua mãe diz que é uma criança "fácil".
Até então, a rotina tem continuado a mesma de antes, porém outras opções terão que ser consideradas quando Naomi começar a frequentar a escola. Turunen não quer se preocupar com isso, no entanto- É difícil para as pessoas entenderem como é compartilhar amor e trabalho. Esta é a rotina de nossa família. Esta simbiose funciona e tem sido uma benção para nós.
Tarja Turunen é técnica do The Voice of Finland pela primeira vez. Ela descreve seu grupo como um bando divertido.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

A Naomi é muito fofinha eu a vi pessoalmente quando bebê, dormindo e depois acordada no carrinho e esse ano vi ela algumas vezes de novo e ela é simpática, sorri bastante, manda tchauzinho pro pessoal, bem fofinha e está linda, quando bebê eu achei ela muito cabeçuda confesso.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Obrigado pela entrevista axisbold!

Tato, Naomi não tinha como não ser cabeçuda sendo filha de quem é né? rs

Mas falando sobre The Voice e a "evolução" da Tarja, eu vi a apresentação dela no programa e fiquei espantando. Ela está cantando mal, não fazia essas coisas antigamente, ela precisa voltar a usar as regiões que a favorecem, impostar de forma correta para que sua voz seja projetada com brilho. Não gosto de como ela tem cantado...

https://www.youtube.com/watch?v=4tzKfxmHmj0

Share this post


Link to post
Share on other sites

Recentemente ela publicou no Facebook que está trabalhando em três novos álbuns simultaneamente: Luna Park, Ave Maria e o próximo CD de metal. Fiquei ansioso e espero que ela retorne com alguns elementos mais sinfônicos do My Winter Storm e o mesmo peso do Colours in the Dark, reunidos todos juntos. :)

Share this post


Link to post
Share on other sites

A Top Link Music divulgou que a Tarja fará o show de encerramento da turnê aqui no Brasil dia 24 de Outubro! Que honra sermos o país escolhido para encerrar a turnê!
A informação é do site Whiplash, não consta nada ainda no site oficial da cantora.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Parece que a Tarja concedeu uma entrevista polêmica há poucas semanas para a revista finlandesa Seiska falando novamente sobre a sua demissão do Nightwish, com o título: "Tarja Turunen tem relações frias com os ex-membros de banda". Ela diz que teve que escapar da Finlândia na época devido ao caos gerado pela mídia, que nunca sentiu a necessidade de entrar em contato com os integrantes da banda, e que gostaria de conhecer a Anette.

 

Numa opinião pessoal, eu fico a pensar por que ela insiste em bater na mesma tecla após tantos anos. A mídia finlandesa também demonstra interesse excessivo num assunto batido que já deu o que tinha que dar. Eu acredito que chegou um momento no qual as ex-vocalistas deveriam parar de soltar declarações polêmicas sobre o Nightwish, e focar mais em seus trabalhos e carreiras solo. Ambas Tarja e Anette são preciosas e dignas de respeito, contudo, esse tipo de material vinculado à imagem delas só causa mal estar entre os fãs.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ouviram a nova música da Tarja, Innocence? Eu simplesmente amei essa música, com uma batida diferente do "padrão Tarja", mas sem perder a essência. Estou louco para o The Shadow Self!

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this